Em sua sétima edição, o Congresso de Administração Eclesiástica da Convenção Batista Carioca chegou ao bairro de Paciência para beneficiar irmãos de igrejas batistas da zona Oeste do Rio de Janeiro. Criada para levar capacitação em atividades essenciais de uma igreja organizada, a programação contou com a participação de mais de 200 participantes interessados em melhorar departamentos como tesouraria, conselho fiscal, ministério de louvor, promotoria de missões, entre outros.

A programação, sediada na Primeira Igreja Batista de Paciência, foi totalmente gratuita. Com início às 9h, os participantes foram conduzidos a momentos de adoração a Deus e oração. Em um segundo momento, foi dada a palavra ao Pr. Carlos Elias de Souza Santos (Sênior da PIB de Campo Grande), que falou sobre o tema “Princípios da cooperação e da fidelidade”.

Dentre os apontamentos feitos pelo pastor, destacou a necessidade de um convívio harmonioso em projetos e parcerias, pastores e lideranças, membros e a denominação. Para isso, ressaltou que é preciso eliminar do meio batista o sentimento de concorrência e competição e substitui-los por projetos dotados de propósito.

Pastor Carlos Elias disse ainda que é preciso melhorar a transparência denominacional e ampliar o conceito de cooperação, que vai muito além de um voto de pagamento mensal. Concluiu também que parte da falta de cooperação batista reside no “exercício indevido da autonomia da igreja local”.

Pr. Carlos Elias, da PIB de Campo Grande.

“Cabe ao líder ou pastor o desafio de explicar e colocar claramente à sua igreja o que é de fato o princípio da autonomia. Estamos criando igrejas desqualificadas no conceito de interdependência. Geramos crentes egoístas e vaidosos, que estão focados nas igrejas para desenvolver projetos pessoais e seus sonhos, mas os nossos projetos denominacionais e o sonho de Deus para a unidade da Igreja vai ficando de lado. Logo o desafio da cooperação muitas vezes esbarra na autonomia… Criamos um filho para ser independente e autônomo, que possam crescer e casar. Mas se não desenvolvo o senso de cooperação na família, quando estivermos velhos, nos abandonarão”.

A segunda palestra foi ministrada pela psicóloga Dra Sandra Mara de Souza, na qual apresentou a importância de administrar emoções para a manutenção de relacionamentos saudáveis. Isso porque as reações e a forma inteligente como lidamos com o outro, em certa medida, pode ser a chave para ministérios e igrejas sadias e cooperantes.

“Como podemos definir inteligência emocional? É conseguir reconhecer as emoções em si e no outro. O valor da emoção nos relacionamentos é quando eu consigo interpretar o que está acontecendo com o outro. Do que adianta você ser tão inteligente e não ter a capacidade de se relacionar com as pessoas? Já vi templos suntuosos, bonitos, pastor pregando teologicamente e a igreja estar vazia. E já vi igrejas cujo pastor não tem tanta oratória e a igreja estar cheia, com todos trabalhando e fazendo porque levo inteligência aos meus relacionamentos”, apontou Drª Sandra.

Drª Sandra Mara, falando sobre o controle emocional na administração de relacionamentos.

Se, por um lado, cooperação e inteligência emocional andam juntas, por outro a capacidade técnica e operacional também são aspectos a serem levados em conta no ambiente eclesiástico. Pensando na qualificação de membros, foram realizadas sete oficinas no período da tarde, tratando dos seguintes assuntos: Secretaria – elaboração de atas, com o pastor David Curty; Atribuições e responsabilidades de um Conselho Fiscal e a iminente cassação do CNPJ das igrejas, com o pastor Luciano Garcia; Ministério com Idosos, com a assistente social Elaine Nolding;Como ser um tesoureiro eficiente, com o pastor Clayton Alvin; Como promover missões e o PAM na Igreja Local, com o pastor Fernando Leiros; Ministério de culto e louvor e como elaborar uma ordem de culto, com a ministra de música Rachel Abreu Pereira; e Aposentadoria: leis atuais, contribuições e possibilidades, com o advogado e pr. Roberto Abreu.

A Convenção Batista Carioca agradece a Deus pela cooperação dos irmãos da Primeira Igreja Batista de Paciência, ao recepcionarem cada congressista com alegria. Que o Senhor possa continuar fortalecendo estes irmãos na tarefa de proclamação e testemunho do evangelho.

Clique aqui e confira o álbum do congresso em nossa página, no Facebook.