Missões urbanas não acontece apenas pela ação de nossos capelães, mas também com o auxílio de igrejas que se unem para apoiar a obra. Temos visto a importância da presença dessas igreja nos hospitais do Rio de Janeiro, sendo representadas por grupos musicais e visitadores voluntários. Essa conexão com o campo missionário é essencial para a transformação do Rio e, de maneira mais específica, para o alcance de pacientes e funcionários nas unidades hospitalares.

Por ocasião do Natal, o Hospital da Polícia Militar recebeu a visita do coral Hosana, da PIB do Rio de Janeiro. Segundo a missionária Ézia Louzada, que coordena a capelania batista no local, o trabalho foi uma bênção. Uma das pacientes, que já vinha sendo assistida pela capelã, ficou bastante emocionada porque, na noite anterior, havia compartilhado com Deus seu sentimento de solidão por estar tanto tempo no leito.

“Quando ela me narrou o fato, convidei o coral, que foi cantar especialmente para ela, na sua enfermaria. Ficou maravilhada de como sua oração fora ouvida e tão rápido. Deus a amava, se importava com seu sofrimento, Ele não estava alheio. Enviara a igreja até ela e assim pôde cultuar, adorar junto, cantar com os irmãos”, explicou a missionária.

Em Piedade, o Hospital Municipal tem sido beneficiado com a participação constante de 46 voluntários evangélicos. Os resultados, de acordo com o pr. Miguel Kopanyshin, coordenador do trabalho, têm sido maravilhosos.

“Tenho a oportunidade de dar treinamento dentro do hospital para líderes evangélicos e outros grupos religiosos, quanto ao trabalho de assistência espiritual no hospital. A autoridade que nos foi dada permitiu esta ampliação do trabalho evangélico no hospital”, aponta o pastor. “Hoje fazemos muito mais com ampliação e capacitação desses irmãos (46) no trabalho de visitação, consolo ao ser humano ao ponto de levá-lo a Cristo como Senhor”, concluiu.

Pr. Miguel durante curso de capacitação de voluntários

As atividades em todas as capelanias de Missões Rio não param, mas, para que aconteçam, necessitam de apoio financeiro e de pessoas que se disponibilizem a ir. Se você pode apoiar, acesse www.missoesrio.com.br/pam e seja um mantenedor de missões urbanas.